Como a Avaliação do imóvel influencia no valor do seguro

Data: 26/06/2017 | Fonte: Nero Perícias

A Avaliação de um imóvel é necessária por motivos como segurança, valorização, precificação e definição de seguros. Em todos estes casos é preciso acionar profissionais qualificados para tratar das avaliações necessárias.

Com a avaliação de imóveis, executada por um perito avaliador de imóveis, é possível descobrir com técnicas específicas o valor de mercado dos bens analisados. Os profissionais responsáveis por oferecer esse tipo de serviço são os engenheiros e arquitetos especializados em engenharia econômica e áreas de avaliação.

Por que devemos fazer a avaliação de um imóvel?

Para ter uma avaliação técnica com relação ao valor desse bem e ainda para garantir um direito sobre ele. Diante disso esse direito poderá ser empregado em situações como: inventários, compra e venda, dissoluções de sociedade, cobranças de tributos, aluguel, hipotecas, seguros dentre alguns outros. Agora, falando apenas em seguros, como podemos determinar valores de seguros de um imóvel? Vejamos a seguir.

Seguros de Imóveis

Existem alguns tipos de valores residenciais, alguns mais conhecidos outros nem tanto, mas vamos falar um pouco sobre os mais importantes.

Apólices de Seguros

As apólices são os documentos da contratação do serviço em si, nele segurado e seguradora irão formalizar os valores de reparos caso algo aconteça com um imóvel e com o que há dentro dele. Neste documento irão aparecer as coberturas e indenizações propostas pela seguradora. Neste caso tudo o que for previsto para ser ressarcido é calculado com valores integrais, já que será reposto do zero e em caso de eletrodomésticos são calculados aparelhos novos em seus valores atuais. Todos os valores pré-definidos devem ser avaliados antes do acordo ser fechado, para que não haja complicações futuras ao acionar o seguro.

Como a Avaliação do imóvel influencia no valor do seguro

Coberturas dentro de um seguro

Com a avaliação total do imóvel, coberturas serão feitas com relação a diferentes partes do imóvel. O que deve ser percebido no contrato de seguro é a cobertura de incêndio, pois este deve ser o maior valor no contrato, por comprometer o imóvel completo. Qualquer cobertura com valor maior do que esta deve ser invalidada.

Preços e Valores: quais são as diferenças?

Os preços pagos por seguros dependem de quantas coberturas cada pessoa contratar, não existem valores fixos, tanto pelo tamanho do imóvel, quanto pela segurança que almeja para o mesmo. Já os valores de um imóvel e consequentemente de seus seguros dependem de situações internas e externas, pois engloba outras variáveis, fazendo assim, com que valor e preço sejam diferentes.

O valor de um imóvel depende de variáveis do mercado, o momento da venda ou negociação, ambiente e localização do imóvel. Já o preço conta com variáveis como os agentes de negociação e está sujeito a flutuações em curto prazo, sendo mais inconstante do que o valor.

Profissionais

Assim como arquitetos e engenheiros são responsáveis por avaliar e precificar um imóvel, os profissionais mais adequados para negociar seguros e afins são os corretores, são eles que vão levar até o cliente as coberturas possíveis do imóvel, as contas, os preços e finalizar o processo, após as escolhas dos segurados.

Assim a determinação dos valores dos seguros se dá pela quantidade de cobertura e segurança que um comprador deseja para o s eu imóvel, tendo em vista que o maior valor será o da cobertura de incêndios, por se tratar de um dano que pode ser total ao bem.

Gostou desse artigo? Compartilhe!


Mais notícias...