Assinatura falsa e exame grafotécnico

Data: 14/03/2018 | Fonte: Nero Perícias

Veja como funciona o exame grafotécnico e por que ele é importante dentro de transações imobiliárias e processos judiciais.

Assinatura falsa e exame grafotécnico

A falsificação de documentos é um problema sério, que é constantemente alvo de processos judiciais. Uma assinatura falsa pode gerar uma série de problemas jurídicos. Contudo, atualmente, é possível comprovar a veracidade de manuscritos por meio de um teste, o exame grafotécnico.

Esse tipo de procedimento é muito comum dentro do setor judicial. Isso porque, ele serve como prova de veracidade ou falsidade dos documentos apresentados. Esse tipo de comprovação é muito solicitada em casos de heranças, inventários e partilhas de bens.

No entanto, dentro do mercado imobiliário, esse tipo de processo também é muito solicitado. Normalmente, a perícia grafotécnica, é realizada em documentos antigos, que precisam ter a sua autenticidade comprovada, como, por exemplo, escrituras, alvarás, testamentos, contratos e etc.

Esse procedimento só pode ser realizado pelo perito grafotécnico. Isso porque, apenas ele tem a formação completa para conseguir desenvolver as técnicas de avaliação de assinaturas, bem como analisar detalhes de escrita que passar despercebidos por leigos.

O que é o exame grafotécnico?

O exame grafotécnico é um procedimento que analisa a identidade gráfica de uma escrita para determinar se ela é falsa ou verdadeira. Para isso, ele utiliza uma série de técnicas e procedimentos que podem ser classificados em três tipos:

Autenticidade Gráfica

É o método que pode atestar uma assinatura falsa. Basicamente, ele avalia os campos destinados ao titular do documento. Geralmente, é aplicada na comprovação de veracidade de cheques, contratos, acordos e outros documentos oficiais.

Para atestar a veracidade, são utilizados outros materiais que tenham a assinatura autenticada.

Assinatura falsa e exame grafotécnico

Autoridade Gráfica

Essa técnica visa dar crédito, ou não, ao indivíduo, sobre diversas escritas. Para isso, o perito grafotécnico utiliza outros materiais com autenticidade comprovada, para fazer a identificação de padrões entre grafismos.

Unicidade de punho

Esse método, por sua vez, é utilizado para procurar semelhanças ou distinções de escritas, quando não existem padrões comparativos. Nesse caso, são usados como peças de análise, quais materiais do indivíduo, tais como: agendas, diários, cadernos, bilhetes, anotações, cartas e etc.

Na hora de realizar o exame grafotécnico, o perito pode utilizar uma ou mais técnicas combinadas. Tudo vai depender do tipo de autenticação que é necessária, dos materiais que ele tem disponível para comparação, e o estado dos documentos a serem analisados.

Quando é possível solicitar uma perícia grafotécnica?

É possível solicitar esse tipo de procedimento em qualquer situação. Contudo, existe uma pequena regra que faz toda a diferença. Essa solicitação pode ser solicitada tanto em âmbito Judicial, quanto extrajudicial.

No primeiro caso, apenas o juiz encarregado de um processo judicial pode pedir a realização do exame grafotécnico para fins de comprovações perante a justiça. Já no segundo, qualquer empresa ou pessoa pode pedir a realização dele, no entanto, ele não poderá ser usado dentro de tribunais como prova.

Como se tornar um perito em assinatura?

Para se tornar um perito grafotécnico, é necessário realizar o curso de especialização da área. Geralmente, ele é ofertado por instituições que lecionam Direito.

Geralmente, são profissionais ligados a setor criminal (advogados, policiais, delegados e etc) que buscam esse tipo de especialização. O tempo de duração do curso pode variar de instituição para instituição.

Como é o mercado de trabalho desse especialista?

Atualmente, o mercado de trabalho para peritos em assinatura é muito amplo. Isso porque, além de poder atuar dentro de órgãos públicos, ele pode prestar serviços ao Poder Judiciário, em processos judiciais de todos os tipos.

Além disso, ele também pode trabalhar de forma autônoma. Vários setores solicitam esse tipo de serviço para dar mais segurança para seus clientes. O mercado imobiliário, por exemplo, é um dos segmentos que pede constantemente o auxílio de um especialista do gênero.

Isso porque, o exame grafotécnico é uma forma de comprovar a autenticidade de contratos, bem como outros documentos oficiais essenciais em uma transação de compra, venda ou locação de imóvel.

Se você precisa de um Perito Grafotécnico, entre em contato com a NERO Perícias. Ela possui uma equipe de peritos grafotécnicos credenciados junto ao CONPEJ (Conselho Nacional de Peritos Judiciais) aptos a atuar tanto na esfera judicial como extra-judicial e com larga experiência em perícia grafoscópica.

Entre em contato hoje mesmo com a Nero Perícias e solicite um orçamento sem compromisso: ligue (17) 3021-9200 ou (17) 99712-6600 se você estiver na Capital e (11) 2829-8767 ou (11) 98366-6518 se você estiver no interior..

A NERO Perícias faz perícia de assinatura em todo o Brasil.

Gostou desse post? Compartilhe e leia outros artigos no blog!


Mais notícias...